sábado, 24 de maio de 2008

Graphit


Eu achei um cinza que me mostrou as cores do mundo, como tranformá-las em melancolias. Alguém que o usava deixou sua essência nele e me ensinou traços. Deixei aquele puro grafite me consumir e me levar para o papel, e eu me deixei no papel. É apenas cinza, nem escuro nem claro. Mas se quero escuro consigo, claro também.
Encontrei minha vida num bastão de grafite que foi unitilizado a quase 15 anos. É tão divertido integragir com coisas que desde que nasci não a usam mais. Eu encontrei minha paxão numa câmera velha com a lente mofada, e pensar que aquelas mão que pouco me acariciaram mecheram tanto nela.
Um belo dia frio minha mãe me deu uma blusa de lã, ela era cinza. Tinha fios brancos também. Eu o vesti e consegui achar o calor de uma pessoa; como se meu pai tivesse deixado sua essência numa blusa de lã que minha mãe havia feito para, 15 anos depois de ter partido, ele me aquecesse.
É facil achar os sorrisos dele em desenhos, gravuras, projetos. É fácil achar a paixão dele em lembranças da minha mãe, em objetos ainda guardados; mas, principalmente, em mim. Talvez em minha irmã também.
Se preciso de consolo, eu encontro os Beatles em vinil. Se for necessário uma casa, eu ganho o lugar aonde construir. Se é o material que me falta, eu tenho uma herança.


Post adiantado em homenagem aos 15 anos sem meu pai, porque nunca é cedo ou tarde demais para lembrar dele.
15 anos é longe? Então eu agradeço a quem tenho certeza que pôs em meu caminho. Obrigada de coração quem me lembra ele e que me ensina coisas que ele não teve tempo.

sábado, 17 de maio de 2008

I'm not a plastic girl

Me desculpem pela falta de coisas boas a serem postadas. Eu ando me mantendo mais concentrada no curta(espero que esse saia) e no colégio, acabo por não ter tempo para o blog. Esses dias eu tentei escrever alguma coisa, tudo começava com uma tradução porca do que uma música me dava a entender(e eu só sei o começo da música):
"Você me diz que sou a garota errada"
Não sei o que isso significa, nem sequer tenho namorado para alguém me dizer isso. Já contei para vocês a história do fora? Acho que não, é bem legal. Um dia eu estava lembrando de uma cena de filme ou seriado, não sei ao certo, que me marcou. Havia um casal discutindo e o garoto disse: "você precisa de um amigo, e não de um namorado". Aquilo me chocou, como alguém pode ser tão pessoal num fora?
O mais engraçado é que eu lembrei depois que a garota era eu.
São coisas da vida que a memória ruim faz ficar engraçado. Como, por exemplo, uma garota do centro espírita se apresentar para mim duas vezes. Ou as piadas que o Piassa conta na aula 3 vezes no mesmo ano.
Eu vou ver se consigo algo melhor!

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Lollipop


Hey, what's the big idea?

Yo Mika.

I said, sucking too hard on your lollipop, oh love's
gonna get you down,
I said, sucking too hard on your lollipop, oh love's
gonna get you down.

Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down,
Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down.
Say love, say love,
Oh love's gonna get you down.
Say love, say love,
Oh love's gonna get you down.

I went walking in with my mama one day,
When she warn me what people say,
Live your life until love is found,
'Cause love's gonna get you down.
Take a look at the girl next door,
She's a player and a downright bore,
Jesus loves her, she wants more
Oh bad girls get you down.

Singing,
Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down,
Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down.
Say love, say love,
Oh love's gonna get you down.
Say love, say love,
Oh love's gonna get you down.

Mama told me what I should know,
Too much candy gonna ride your soul,
If she loves you, let her go,
'Cause love only gets you down.
Take a look at the boy like me,
Never stood on my own two feet,
Now I'm blue, as I can be,
Oh love couldn't get me down.

Singing,
Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down,
Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down.
Say love, say love,
Oh love's gonna get you down.
Say love, say love,
Oh love's gonna get you down.

I went walking with my mama one day,
When she warn me what people say,
Live your life until love is found,
Or love's gonna get you down.

Singing,
Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down,
Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down.
Say love (say love), say love (say love),
Oh love's gonna get you down.
Say love (say love), say love (say love),
Oh love's gonna get you down.

Mama told me what I should know,
Too much candy gonna ride your soul,
If she loves you, let her go,
'Cause love only gets you down.

Whoa-oh, whoa-oh, whoa-oh, lollipop.
Whoa-oh, whoa-oh, whoa-oh, lollipop.

Sucking too hard on your lollipop, oh love's gonna get
you down,
Say, sucking too hard on your lollipop, oh love's
gonna get you down.


Mika

sábado, 10 de maio de 2008

Layer Zero #2

Vocês não imaginam como eu estou! Perdi o ar, senti que ia desmaiar! Finalmente!
Eu sou mãe, minha primeira publicação!
Parabéns, Mário! A gente conseguiu!

Desabafo:
AAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHH