segunda-feira, 30 de junho de 2008

Fim

Decidiu por tomar um copo de vinho, acabando com sua vida, porque aquilo seria a última coisa que poderia ter a coragem de fazer. O pior não era a mágoa, era a raiva, ela não queria sentir aquilo; vê-lo fazendo aquilo tirava sua coragem de recomeçar. Era a mesma roupa, aquela jaqueta que já lhe cobriu no frio; aquela boca que beijou a outra na boca, e, depois, no pescoço. Prestes a cometer uma traição, talvez sim; tinha fúria no olhar enquanto via a cena do filme que era a sua vida. Ele a amava, dizia isso todas as tardes frias em que a abraçava ou quando a levava para conhecer as montanhas, ele não mentia. E quando ela se deu por si, a vida reprisava em sua retina, como se o fim estivesse próximo. Mal chegou na festa e já se deparou que nada ia bem, a noite não ia ser longa, porque a noite acabara naquele olhar. Ela se arrumou tão bem, nunca se sentiu tão linda, e ia vê-lo, o amor de sua vida.

domingo, 22 de junho de 2008

O que deveria ter feito a muito tempo

Talvez fosse a última vez que ele a veria, na porta de sua casa, ela segurava um livro.
-Vim devolvê-lo, -ela disse logo- você me emprestou faz uns meses.
-Obrigada. - ele disse pegando o livro- Quer entrar? Faz tempo que não conversamos.
-Não posso, Caio, -a voz dela saiu diferente- não posso me atrasar.
Ele que estava atrasado, ela o esperou muito; Caio nunca deu a devida atenção à Victória, embora ela lhe fizesse bem.
-Eu soube que irá se mudar -ele avisou.
-Sim, -confirmou- será melhor. Minha vida não é aqui, nem na cidadezinha de que viemos. Terminei minha faculdade, consegui um bom emprego no Rio de Janeiro.
-Não nos veremos mais?
Victória espantou-se, o Caio fraquejando? Com medo? Algo não estava certo, se ela conseguiu superar tudo, como ele poderia estar falando assim?
-Caio, -ela tirou suas últimas forças- é hora de construir minha vida, seguir meus instintos, começar minha carreira.
"E eu acho necessário sim me afastar de você. Não dá mais para ficar assim."
-Vick, por favor, -Caio implorou- me fala onde irá morar ou, ao menos, trabalhar. Nós somos tão amigos.
-Eu sei que somos amigos. -Vick disse com seu último olhar- mas você sempre soube que eu te amava mais e fez questão de fingir que não via.
"Caio, eu devo ser quem eu preciso ser. E isso é uma vida só minha.
Ëla virou-se e deixou seu passado ali, carregando um livro na porta de casa.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Obras em Domínimo Público

Achei no blog do Mário e também vi que é importante.

Momento Uarévaa
Pois é pessoal, venho por meio deste espaço nesse blog divulgar uma notícia que recebi por e-mail e não gostei nem um pouco de saber...Muita gente não sabe usar a ferramenta internet como forma de aprendizado e sim uma ferramenta para futilidades e imbecilidades. Por exemplo sites pornôs, jogos on line, MDM..(ahuahuahua sacanagem esse último, mas não agüentei a oportunidade da piada...MDM RULES!!) o fato é que está para ser desativado um site de utilidade pública, trata-se de uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre, mas que está prestes a ser desativada por falta de acessos.
Imaginem um lugar onde você pode gratuitamente:
· Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci ;
· escutar músicas em MP3 de alta qualidade;
· Ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia;
· ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA
· e muito mais....
Esse lugar existe! O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso, basta acessar o site: http://www.dominiopublico.gov.br/
Só de literatura portuguesa são 732 obras! Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura. Divulgue para o máximo de pessoas!
http://www.uarevaa.blogspot.com/

domingo, 15 de junho de 2008

Minha vida mudou

É, ela mudou desde sexta a noite e vem mudando até hoje, domingo.
Tudo começou quando meu avô perguntou como passava o som da vitrola para o amplificador do rádio, ele colocou a agulha no disco de vinil e eu ouvi uma música, bem baixo. Mas ela não saia da caixa de som, saia da agulha!!! Sabe o que é ouvir uma música saindo sem caixa de somm? Foi assustador. Por fim consegui passar para o amplificador e passei a noite ouvindo Beatles.
Ontem eu decidi começar finalmente o jornal online do Colégio, escrevi uma nota do Festival de Vídeos que irei participar. Tive idéias ótimas, anotei temas para escrever. Depois veio a idéia do laboratório de botânica, levar vários exemplares de plantas para dentro do colégio e estudá-las.
Hoje eu chego no okrut(finalmente acessando em casa, a internet voltooou!!) e vejo que o editor da Café Espacial me add e quando entro no blog do Mário me deparo com milhões de informações!
Primeiro, fizeram uma nota sobre o Layer Zero #2 no site Bigorna e, lógico, tinha várias menções ao Mário(o talento nacional)(não discordo). Descendo mais um um pouco, tem esse trecho:
"'Participei da edição com a HQ ‘Folhas Secas’, escrita por Mariana Guerra, originalmente chamada ‘Presente pra uma amiga’. Eu fiz a arte baseada num conto que ela escreveu em seu blog. Fiz uma surpresa pra ela, e quando o editor da Layer Zero me convidou para participar da edição 2, sugeri essa HQ. Mudamos um pouco o texto e o título, pois a história em si já abordava um pouco a questão do tempo', comentou. A Layer Zero aborda um tema por edição; a #2 é sobre 'tempo'. A HQ Folhas Secas pode ser lida (em português) aqui. Contos de Mariana Guerra podem ser lidos aqui."
Se você clicar no 2° "aqui" você entra NESTE blog. Eu juro. Já testei, dá certo...
Depois o senhor Cau diz que talvez vire uma parceria no Café Espacial 3 ou Front... tá certo que meu conto pro Front Música tá bonitinho, mas não acho que tenho portência pra entrar.
Falando nisso:
Lançamento e autógrafo da
Front Especial 1 - Centenário da Imigração Japonesa
Dia 20/06
a partir das 20h
na Livraria HQ Mix
Praça Roosevelt, 142
Centro - São Paulo - SP



Recebi algumas rejeições ao post anterior, digamos, ninguém reclama do dia dos namorados nessa data. Desculpa, mas é comercial! Sabia que o dia original é o Valentine's Day? Colocaram em junho aqui no Brasil porque o comércio era fraco na época.
Tá certo, eu não tenho namorado, mas isso não é argumento! Eu posso ser uma pessoa desencana, sabia??
Enfim, eu volto em breve para posts mais legais. Consegui fazer uma narração legal esses dias, mas depois desse clima, postá-lo fica meio estranho.

Até mais!

quinta-feira, 12 de junho de 2008

"Love is in the air..."

"Enjoy it"

Foi a primeira menção do dia dos namorados naquela manhã fria e escura. Se bem que uma garota já tinha visto o namorado na porta da escola. Mas foi a professora que inaugurou a data.
Acaba que eu, neste romântico dia passo a tarde no centro da cidade para fazer nada mais nada menos que...

Pesquisa para o trabalho da feira de conhecimentos.

Enjoy it! Aproveite a tarde livre e vá ler um livro! Ou fazer pesquisas!
Quem sabe ir procurar tecido para aprender a costurar, ou faça biscoitos.
Não queira sentar no banco de uma praça, observando todos os namorados, olhar para o céu azul e respirar esse clima maravilhoso. Para começo de conversa, essa data foi escolhida por motivos de comerciais.
Não tem gente que odeia o verão? Então estou exercendo o direito de odiar o dia dos namorados nessa data!

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Monte sua banda


Estava eu sem postar quando vejo o blog do Mário.
Conclusão, eu fiz também!
O endereço do original é o http://sucodecoxinha.wordpress.com/.

Taí o post.

Vocês já devem ter visto por aí nos blogs um meme legalzinho em que você monta a capa do seu disco seguindo as regras abaixo:

1) acesse http://en.wikipedia.org/wiki/Special:Random - o título da primeira página aleatória que aparecer será o nome da sua banda.
2) vá pra http://www.quotationspage.com/random.php3 - as últimas quatro palavras da última frase da página formarão o título do seu disco.
3) acesse http://www.flickr.com/explore/interesting/7days/ - a terceira foto, não importa qual seja, será a capa do seu disco.

Aí ela fez, e o resultado foi divertido.
Título bacana de banda, título bacana de CD, e uma foto da Margarida!
auhauhauha
Depois ela deu reload e veio um semi-cowboy ridículo.

O blog do Mário é http://mariocau.blogspot.com



Robert Lee Minor

Música: Lessen thy meals
(pelo que o google me disse, isso quer dizer "Diminua teu jantar")( "To lengthen thy life, lessen thy meals." Benjamin Franklin)

Legal, né??

Crédito de imagem: http://www.flickr.com/photos/76181368@N00/2541195834/

segunda-feira, 2 de junho de 2008

O grafite e a lã

Como no post anterior eu já havia avisado, estou fazendo uma homenagem aos 15 anos de morte do grandioso Paulo Eduardo Gonzales, meu pai. Eu fico pensando naquelas atividades de pré-escola, falar da profissão do meu pai. Naquela época eu achava que era pintor, depois eu aprendi que era arquiteto, hoje eu tenho certeza que é algo muito mais complexo que isso.
Fazem 15 anos, mas é hoje que eu encontro muito meu pai! Dou o máximo de valor às histórias, encontro o calor na blusa de lã e aquele grafite me ensina a arte vinda de mim.
Conversei sobre isso com a Priscila, minha professora da mocidade, e ela me deu notícias dele. Decidi que, a partir de hoje, vou ajudá-lo. Eu vou concientizar os jovens sobre o uso de drogas. É o que ele anda fazendo.

Pai, obrigado por ter me ajudado esses dias. Você tá me parecendo o Elvis, ainda não morreu!