quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Relíquia

Eu sinto por não ter nenhuma foto sua para me fazer companhia em cada dia cinza. Algo que eu pudesse olhar, segurar e que pudesse talvez fazer realidade novamente. Tudo o que eu tenho de você são memórias. Memórias de mente e coração. Tudo que posso vasculhar dentro de mim para encontrar você, farei. No cinza, em chuvas, a cada dia. O que eu guardo de você ninguém pode ver, e sentir jamais. O que eu guardo de você é à cores. O sorriso, o jeito de falar, os trejeitos e os defeitos. O que eu guardo de você é meu e eterno.

Eterna saudade... Você.

Escrito por Telma em My colorful Word

2 comentários:

Anderson disse...

*__* que lindo! @___@

me lembra muito você, me sinto igualzinho quanto a este texto! @___@

nossa e eu li os outros também... desculpa não comentar em nenhum deles anteriormente, é que eu estava sem ânimo pra comentar... e achei que não deveria passar isso pra você...

mas relaxa que já passou! =D

nossa achei os textos da Telma lindos! dei uma passadinha lá no Blog e vi...

beijos May!

te amo! ^^

Mariana Guerra disse...

A Telma também me acha igualzinha
(talvez por isso eu gostei tanto do blog dela :D)