segunda-feira, 8 de março de 2010

Mônica, a do Maurício, não a do Friends

Não só na minha infância, com na de várias pessoas, a Turma da Mônica foi marcante. Nesses últimos dias tive um motivo especial para lembrar dela, o Mario Cau foi convocado a homenagear o tio Maurício de Sousa, leia mais clicando aqui. Aliás, parabéns mais uma vez.
Eu me lembrei de muito tempo atrás, quando eu tinha 7 anos e tinha acabado de aprender a ler. Imagine a alegria de uma criança nessas condições quando ganha seu primeiro gibi e consegue lê-lo inteiro. Quando isso aconteceu comigo, eu me apaixonei pela Turma da Mônica. Eu lia compulsivamente. Minha tia se divertia e comprava mais gibis. Ela dizia que eu tinha o dom para a coisa.
Certo, cá estamos. Eu continuo lendo compulsivamente e almejo ser escritora.
Apesar de não ler mais os gibis, nem ter lido a Turma da Mônica - Crescidos, assistir Friends compulsivamente e me divertir com a Monica, ainda tenho a maior admiração pelo Maurício, pelo que ele fez comigo. Tenho orgulho do meu passado, eu era leitora de gibis.
Isso me fez lembrar de quando eu comecei a escrever. Os motivos eram tão bobos. O que eu escrevia era tão bobo. Mas eu sinto falta daquilo, quando não tinha a cobrança, nem o desejo de fazer isso bem.
Hoje tem cobrança, mas é aquela cobrança boa...
Escrever nunca me causou a mesma sensação sempre. No começo era curiosidade. Teve vezes que foi por prazer, outras por necessidade. Confesso, outras por obrigação. Mas sempre foi bom. Na verdade, é cada vez melhor.

Um comentário:

And Yoshi disse...

OMG! Parabéns ao Sr. Mario Cau! *o*

Cara, que orgulho que deve dar isso!

Quem nunca leu turma da mônica, qualquer dos gibis que seja, não teve infância...

Aprendi e me diverti muito durante a infância graças ao mestre Maurício de Sousa.

E concerteza eu vou ser um dos que vai comprar essa revista! *o*

Quem gosta de escrever, mesmo escrevendo por obrigação, gosta de estar fazendo-o, pois além de ser um caminho duro e árduo, há pouco reconhecimento e muita crítica hoje no mercado, por isso quem escreve, mesmo que obrigado a isso, escreve por prazer! =D

beijos Mari!