quinta-feira, 22 de abril de 2010

Ainda, ainda, ainda

Ela olhou. Seus olhos vibraram em seu contorno.
Seu calor ainda é o que a cora.
Seu perfume é o deleite.
Sua voz é a aveludada.
Ele é.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

A música que poderia ter tocado

Teu sagrado e tua besteira
Teu cuidado e tua maneira
De descordar da dor
De descobrir abrigo entre tanto amor
Entretanto a dúvida
A música que casou
Um certo surto que não veio


Há uma alma em mim,
Há uma calma que não condiz...
Com a nossa pressa!
Com resto que nos resta
Lamentavelmente eu sou assim...


Um tanto disperso
Às vezes desapareço
Pois depois recomeço
Mas antes me esqueço


Nossa sina é se ensinar...
A sina nossa é...

Minha senhora diz:
Bons ventos para nós
Para assim sempre
Soprar sobre nós...


Apoei a cabeça em seu ombro, minha mão esquerda abraçava seu braço, meu outro braço descansava em seu colo. Meus receptores olfativos degustavam o seu perfume amendoado. Ouvia aquela música no piano e a respiração.
Dormir poderia até acabar com o clima. Mas dormir ali era tão bom...

domingo, 4 de abril de 2010

Blinding Night

Quanto mais eu vivia, mais eu aprendia. Conheci o calor e a intensidade. 
Enquanto a música tocava eu apenas vivia.


And I miss you when you’re not around
I'm getting ready to leave the ground

Ooh ooh ooh
Ooh ooh ooh

Oh you look so beautiful tonight
In the city of blinding lights

Time time
Won't leave me as I am
But time won't take the boy out of this man

Oh you look so beautiful tonight
Oh you look so beautiful tonight
Oh you look so beautiful tonight
In the city of blinding lights

The more you know the less you feel
Some pray for others steal
Blessings are not just for the ones who kneel luckily