quinta-feira, 22 de abril de 2010

Ainda, ainda, ainda

Ela olhou. Seus olhos vibraram em seu contorno.
Seu calor ainda é o que a cora.
Seu perfume é o deleite.
Sua voz é a aveludada.
Ele é.

2 comentários:

Anderson Dino disse...

Quem seria ele, hein?

Marina disse...

Ele é, ainda ainda ainda...
Mas vai deixar de ser, quando você menos esperar...
E então, haverá outro calor, outro perfume e outra voz! E mais um calor, um perfume e uma voz..... Mas isso, na verdade, pouco importa... É adquirir experiência de vida...

O importante é VOCÊ ser, sempre sempre sempre!