quinta-feira, 22 de julho de 2010

Tentando dizer sentimentos desconhecidos

Sua pele era alva, marcada por várias pintas marrom-claro. O olhar era de um turquesa tão tranquilo que transpareciam suas intenções. Os lábios era coloridos por um alaranjado desbotado, harmônico. Os pelinhos da barriga eram loiros como seu cabelo. Conforme ia percebendo estes detalhes, eu sorria. Nunca vira nada igual assim tão de perto. Podendo sentir seu cheiro amendoado, tocar sua pele morna. Segurei sua mão, nossa pulsação destoava(ele calmo e eu alterada).

Nenhum comentário: